quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Pimentos recheados com atum

Uma receita clássica cá em casa, que também pode ser feita com bacalhau. Desta vez, utilizei os pimentos compridos que vieram no último cabaz Prove. Faz uma entrada fantástica, mas também funciona como prato principal.




Ingredientes:

2 pimentos
260 g de batata
1 cebola
2 dentes de alho
1 lata de atum
2 colheres de sopa de leite de soja
1 colher de sopa de salsa picada
Noz moscada
Pimenta
Sal
Azeite


Tirar a "tampa" dos pimentos e limpá-los bem por dentro, retirando as sementes e os veios.

Cozer as batatas e triturá-las com a varinha mágica, juntando uma colher de chá de azeite e o leite de soja, até obter um puré sem grumos. Temperar com sal, pimenta e noz moscada.

Refogar a cebola e os alhos picados no azeite. Quando a cebola estiver transparente, adicionar o atum. Deixar refogar mais dois minutos.

Juntar o puré de batata, adicionar a salsa picada e envolver.

Rechear os pimentos com a mistura. Se se utilizar pimentos compridos, tipo pimentos italianos, como os que se vêem na foto, fazer um corte longitudinal para conseguir rechear todo o comprimento. Se se utilizar pimentos redondos, não será necessário. Neste último caso, voltar a colocar a tampa.

Levar ao forno a 200º durante 25 minutos.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Bolachas de aveia e maçã

Mais uma receita de bolachas bem antiga, que há muito consta do cardápio cá em casa. Com o calor, o açúcar amarelo derrete e carameliza, criando uma filigrana linda e deliciosa.





Ingredientes:

145 g de flocos de aveia
90 g de açúcar amarelo
1 maçã (cerca de 125 g)
75 ml de óleo de girassol
1 colher de chá de fermento
2 colheres de chá de aroma de baunilha


Descaroçar e descascar a maçã. Ralar.

Juntar a maçã ralada aos restantes ingredientes e misturar com uma colher de pau.

Em tabuleiros forrados com papel vegetal, colocar usar uma colher de chá para colocar porções de massa, com espaço entre elas.

Levar ao forno a 190º durante 18 minutos.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Costeletas de porco panadas à alentejana

Quem conhece o livro Tesouros da Cozinha Regional Portuguesa, de Maria Odete Cortes Valente? É um livro muito interessante, que agrupa por regiões as receitas mais típicas do nosso país, aquelas que nos trazem memórias de infância - no meu caso, o rancho ou a carne de vinha-d'alhos - ou que são para nós um símbolo da portugalidade - como o bacalhau à Brás, a açorda alentejana, o polvo à lagareiro.

O livro foi-me oferecido pelos meus pais num Natal e recorro a ele quando quero confecionar um prato português. As receitas são sempre muito acessíveis e não utilizam técnicas particularmente difíceis - ou não se tratara da cozinha regional, aquela que as pessoas tipicamente fazem em casa. O único senão do livro é que o índice está também organizado por regiões, o que torna difícil quando queremos encontrar uma receita e não sabemos exatamente de que zona do país ela vem. Por exemplo, sabiam que o pudim de pão vem da Estremadura? Eu não sabia!

Estas costeletas não foram difíceis de encontrar porque o nome diz tudo - na seção que diz respeito ao Alentejo, lá estava ela à minha espera. Uma delícia!





Ingredientes:

4 costeletas de porco
50 ml de vinho tinto
3 dentes de alho
2 ovos
1 colher de sobremesa de pimentão doce
60 g de farinha
100 g de pão ralado
1 colher de sopa bem cheia de banha de porco
Sal
Pimenta


Temperam-se as costeletas com os dentes de alho, o pimentão, o vinho e a pimenta. Deixam-se marinar durante algumas horas.

Bater os ovos. Colocar a farinha e o pão ralado cada um num prato de sopa.

Temperar a carne de sal. Passar as costeletas pelos ovos, em seguida pela farinha; voltar a passar ligeiramente pelos ovos e depois pelo pão ralado.

Colocar a banha numa frigideira e deixar derreter em fogo alto. Colocar a carne e dourar durante 3 minutos de cada lado; em seguida, baixar o lume e deixar cozer durante 15 minutos.

Servir com salada e batata assada.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Creme de abóbora com endro

O outono está aí e com ele a sopa de abóbora! Esta é à minha moda, aromatizada com endro.




Ingredientes:

1 kg abóbora
1 nabo
1 cebola
4 cenouras grandes
2 dentes de alho
2 colheres de sopa de endro
Sal


Colocar todos os legumes numa panela com água suficiente para os cobrir e levar ao lume. Quando os legumes estiverem bem cozidos, triturar com a varinha mágica até obter uma consistência homogénea.

Levar a lume brando durante 15 minutos para apurar. Retirar do lume, adicionar o endro e sal a gosto. Mexer com uma colher de pau e servir.

domingo, 27 de outubro de 2013

Filetes com molho de cerveja

Ontem resolvi experimentar esta receita do The Wild Kitchen. Rápida e simples de fazer, dá vazão às cervejas que ficaram perdidas desde a festa do fim de semana passado. As adaptações foram poucas e faz uma boa alternativa para cozinhar os filetes.






Ingredientes:

400 g de filetes de peixe-gato
1 cebola
1 cerveja mini
1 colher de sopa rasa de farinha de trigo integral
3 colheres de sopa de nata de soja
2 colheres de sopa de salsa picada
Azeite
Sal
Pimenta


Refogar a cebola picada no azeite. Quando estiver transparente, juntar a cerveja e deixar fervilhar em lume brando durante 10 minutos.

Temperar o peixe com sal e pimenta e juntar à frigideira durante 10 minutos, ainda em lume brando.

Retirar o peixe e reservar, mantendo quente.

Ao molho, acrescentar a farinha, mexendo de vez em quando, até engrossar. Envolver a nata de soja, sem deixar chegar a ferver.

Retirar do lume e acrescentar a salsa picada. Retificar os temperos, se necessário. Verter o molho sobre os filetes e servir com arroz e grelos salteados.

sábado, 26 de outubro de 2013

Folhados de menta e chocolate

No Passion Culinaire, encontrei esta receita que achei fantástica para festas. Resolvi experimentar, com algumas adaptações. Para quem adora como eu a associação do chocolate com a menta, são uns folhados a não perder!




Ingredientes:

270 g de massa folhada
90 g de chocolate preto (sem lactose)
1 ovo
4 gemas
17 g de folhas de menta fresca
500 ml de leite de soja
150 g de açúcar amarelo
55 g de amido de milho


Ferver o leite e infundir a menta. Tapar e deixar repousar durante 10 minutos. Coar e deixar amornar.

Bater as 4 gemas de ovo com o açúcar até obter um creme esbranquiçado. Juntar o amido de milho e misturar bem.

Juntar o leite de soja e levar a mistura a lume brando, mexendo sempre durante 10 minutos, até espessar e obter um creme sem grumos.

Retirar do lume e deixar arrefecer. Não utilizar o creme ainda quente, porque vai "derreter" a massa folhada.

Quando o creme estiver quase frio, partir o chocolate no almofariz, formando em pepitas pequenas.

Estender a massa folhada com o rolo, formando um retângulo. Espalhar o creme por cima e salpicar com as pepitas de chocolate.

Enrolar um dos lados do retângulo até ao centro. Repetir para o lado contrário. Cortar fatias de cerca de 2 centímetros.

Dispor em tabuleiros forrados com papel vegetal. Bater o ovo inteiro com uma colher de água e pincelar os folhados. Levar ao forno a 200º durante 35 minutos.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Empadão de lentilhas

O empadão! Esse grande clássico cá em casa, que faz uns e outros morrer de felicidade. Este de lentilhas foi uma experiência bem sucedida, e é para repetir mais vezes!




Ingredientes:

2 kg de batatas
150 ml de leite de soja
1 cebola
4 dentes de alho
1 cenoura grande
125 g de bacon
250 g de lentilhas castanhas
100 ml de polpa de tomate
2 folhas de louro
Azeite
Sal
Pimenta
Noz moscada


Cozer as batatas em água abundante.

Entretanto, refogar a cebola e os alhos picados em azeite, conjuntamente com o louro e o bacon cortado em cubinhos.

Quando a cebola estiver transparente, acrescentar a cenoura cortada às rodelas e deixar cozinhar em lume brando durante 10 minutos.

Acrescentar as lentilhas e 500 ml de água a ferver. Tapar e deixar cozer durante 10 minutos. Adicionar então a polpa de tomate e deixar cozinhar tapado até a água ter sido completamente absorvida (cerca de 20 minutos).

Retirar do lume, temperar com sal e pimenta e reservar.

Com as batatas já cozidas e escorridas, juntar 3 colheres de sopa de azeite, bem como o leite de soja e triturar com a varinha mágica até obter um puré sem grumos.

Temperar com sal, pimenta e uma pitada de noz moscada.

Num pirex de ir ao forno, colocar metade do puré. Por cima, a preparação de lentilhas. Terminar com o puré restante e levar ao forno para dourar (cerca de 15 minutos no modo grill).




quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Assado de abóbora

Esta receita está no meu caderninho há anos, mas já não a fazia há muito tempo! Há dias, uma amiga recordou-me dela e resolvi confecioná-la para responder ao desafio do Sabores Leves, que faz dois anos e que nos pede para apresentarmos receitas saudáveis. Mais saudável do que esta não há! E ainda por cima rápida!

Perfeita como acompanhamento light mas cheio de sabor, funciona muito bem também como prato principal numa refeição vegetariana, acompanhado com salada e arroz integral.





Ingredientes:

730 g de abóbora menina
1 cebola roxa
1 colher de chá de alho em pó
1 colher de sopa de ketchup caseiro (segundo esta receita)
1 1/2 colher de sopa de farinha de trigo integral (para uma versão sem glúten, substituir por farinha de grão)
1 ovo
Sal
Pimenta


Cozer a abóbora cortada em cubos em água com sal.

Triturar com a varinha mágica até obter um puré. Picar a cebola fina e juntar à abóbora, bem como os restantes ingredientes. Envolver bem.

Colocar num pirex e levar ao forno a 200º durante 30 minutos.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Bolo de chocolate com creme de frutos secos

Do site Vegamet, retirei a ideia desta cobertura, que resultou tão bem! O bolo é o mesmo que foi usado aqui, que é perfeito para este género de bolos. Como era para uma festa de aniversário, a receita teve que ser triplicada.




Ingredientes:

Bolo

765 g de farinha de trigo integral
130 g de cacau magro em pó
3 colheres de chá de bicarbonato
1 pitada de sal
530 g de açúcar amarelo
400 ml de óleo de girassol
6 ovos
360 g de isco de trigo (alimentado e deixado de repouso durante 12 horas)
600 ml de leite de soja
3 colheres de chá de aroma de baunilha

Cobertura

375 g de leite de soja em pó
230 g de açúcar amarelo
250 ml de água
150 ml de nata de soja
200 g de frutos secos (caju, amêndoas, nozes, pinhões, avelãs)


Para a cobertura, moer os frutos secos.

Colocar o leite de soja em pó, o açúcar e a água numa panela e levar a fogo médio. Quando começar a aquecer, baixar para lume brando e deixar cozinhar até espessar (cerca de 20 minutos). Deixar amornar.

Juntar os frutos secos moídos, o creme anterior e a nata de soja. Misturar bem e deixar arrefecer completamente antes de usar.

Para o bolo, juntar a farinha, o cacau, o bicarbonato e o sal.

Noutro recipiente, bater o óleo com o açúcar. A seguir, juntar os ovos e bater bem, até obter um creme. Adicionar a baunilha e o leite, mexendo sempre, e no final envolver o isco.

Juntar as duas misturas e bater. Dividir a massa por três formas untadas com óleo de girassol, de preferência do mesmo diâmetro, e levar ao forno a 180º durante 40 minutos.

Deixar arrefecer o bolo e cobrir cada uma das partes com um terço do creme.

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Mini-tartes de abóbora e tofu

Vi esta receita no Holy Cow! e pareceu-me uma excelente receita de outono. Resolvi experimentar em formato mini e funciona muito bem numa festa.





Ingredientes:

3 bases de massa folhada (ou para uma alternativa vegan, usar a base indicada na receita original)
3 colheres de sopa de azeite
3 colheres de chá de açúcar branco
630 g de abóbora
310 g de tofu firme
115 g de açúcar amarelo
2 colheres de sopa de mel de cana
2 colheres de chá de canela
5 cardamomos
1/2 colher de chá de gengibre em pó
2 cravinhos


Em cada círculo de massa folhada, colocar uma colher de sopa de azeite. Espalhar bem. Por cima, salpicar com o açúcar branco.

Enrolar, tentando apertar bem. Cobrir com papel vegetal e levar ao frigorífico.

Cozer a abóbora. Quando estiver bem cozida, escorrer e colocar no liquidificador, juntamente com o tofu e o mel de cana. Reduzir a puré.

Numa taça, verter o puré e misturar o açúcar amarelo e as especiarias.

Retirar a massa folhada do frio. Cortar os rolos em fatias de dois centímetros. Com os dedos, formar uma base de tarte com cada fatia. Colocar em formas de mini-muffins.

Encher com o recheio. Levar ao forno a 180º durante 20 minutos.




segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Hambúrgueres caseiros

Estes foram inspirados no blogue Kanela Y Limón, que publicou há dias um post perfeito sobre os hambúrgueres caseiros. As fotos são lindas, as receitas demais, tudo o que é preciso saber para ter os melhores hambúrgueres em casa. Resolvi experimentar, já que este era há muito um disco pedido cá em casa - quando é que fazes hambúrgueres caseiros? Sim, farei, um dia destes. Em breve.

O meu companheiro, que é francês, já está habituado às nossas expressões portuguesas que não significam nada de preciso, como "já te ligo", "em breve", "daqui a pouco", ou "um dia destes". Ele já sabe que isso pode querer dizer hoje, amanhã ou daqui a seis meses. Mesmo quando dizemos, "dentro de cinco minutos" isso pode significar mais um par de horas. Para um francês, isto é inconcebível, portanto muitas palminhas para ele por se adaptar com tanto sentido de humor à noção temporal dos portugueses.

Só por isso merecia uns hambúrgueres caseiros. Não acham? A minha coisa preferida nesta receita é sem dúvida o ketchup caseiro, que é de ir aos céus!





Ingredientes:

4 pães para hambúrgueres (pode seguir-se a receita do mesmo post ou comprar já feitos)
1 cebola roxa
1 tomate
1 abacate

Hambúrgueres

500 g de carne de vaca (de qualidade)
1 colher de sopa de salsa picada bem fina
1 dente de alho picado bem fino
4 gotas de tabasco
Flor de sal qb

Ketchup caseiro

750 g de tomate chucha bem maduro
1/2 cebola pequena
2 dentes de alho pequenos
1 folha de louro
1 colher de sopa de polpa de tomate
1 1/2 colheres de sopa de mel
75 ml de vinagre de cidra
1 colher de café de paprika picante
1 cravinho
55 g de açúcar moreno
30 g de amido de milho
1 pitada de canela
1 pitada de noz moscada
1 pitada de gengibre em pó
1 pitada de pimenta preta
1 pitada de sal


Fazer o ketchup um ou dois dias antes.

Colocar numa panela o tomate e a cebola cortados em cubos. Acrescentar todos os outros ingredientes menos o sal. Levar a ferver em fogo médio.

Quando começar a ferver, mexer, tapar e continuar a cozinhar em lume brando, mexendo de vez em quando para não pegar. Após 20 minutos, retirar do lume, tirar a folha de louro e triturar com a varinha mágica.

Coar e temperar de sal a gosto. Guardar em frascos com tampa no frigorífico ou congelar.

No próprio dia, juntar todos os ingredientes para os hambúrgueres. Amassar e formar os hambúrgueres com as mãos. Fritar numa frigideira com um fio de azeite ou grelhar no forno até atingirem o ponto desejado (cerca de 10 minutos, no nosso caso).

Cortar cada pão ao meio. Barrar com ketchup, colocar rodelas de cebola, fatias finas de tomate e abacate, e por cima o hambúrguer. Terminar com mais uma colher de ketchup.

domingo, 20 de outubro de 2013

Mini-muffins de castanha e chocolate

Uma delícia de outono, perfeita para festas, com uma consistência deliciosa. Sem lactose e sem glúten, e ainda por cima simples e rápida de fazer.







Ingredientes:

4 ovos
400 g de castanhas cozidas e descascadas (pesadas depois de descascadas)
2 colheres de sopa de azeite
160 g de açúcar moreno
150 g de chocolate preto (sem lactose)
1 colher de chá de aroma de baunilha
1 colher de chá de fermento
1 pitada de sal


Derreter o chocolate em banho-maria.

Reduzir a puré as castanhas, juntamente com o azeite.

Bater os ovos. Juntar as castanhas e bater bem.

Adicionar o fermento, o sal, a baunilha e o açúcar. Bater até formar bolhas.

Envolver finalmente o chocolate derretido e verter em formas de mini-muffins. Levar ao forno a 190º durante 20 minutos.


sábado, 19 de outubro de 2013

Bolachas de água e sal com sementes

Esta vem do blogue Roxane's Natural Kitchen (com algumas adaptações, claro!) Foi uma experiência bem sucedida!

Funcionam muito bem como tostas para comer com paté, como acepipe numa festa - por exemplo, barradas com hummous e por cima um toque de doce de tomate. São também excelentes com outros patés vegetais, como este paté de tomate seco.





Ingredientes:

105 g de farinha de trigo integral
130 g de farinha de trigo branca
50 g de farinha de cevada
1 colher de chá de fermento
1 colher de chá de sementes de sésamo
1 colher de chá de sementes de papoila
1 colher de chá de sementes de chia
1/2 colher de chá de sal fino
2 colheres de chá de açúcar branco
1/2 colher de chá de alho em pó
4 colheres de sopa de azeite
120 ml de água


Juntar todos os ingredientes, excetuando os líquidos.

Misturar bem e abrir uma cova no meio. Aí, verter o azeite e a água. Começar a misturar com um garfo.

Quando o líquido tiver sido absorvido, continuar a amassar com as mãos.

Colocar a bola de massa numa taça de vidro e tapar com um pano. Deixar repousar dez minutos.

Colocar duas folhas de película aderente na bancada. Colocar a bola de massa e por cima mais duas folhas de película. Tender com o rolo da massa até atingir a espessura desejada.

Cortar com o cortador de bolachas. Amassar os restos e repetir a operação, até terminar a massa.

Levar ao forno a 190º em tabuleiros forrados com papel vegetal durante 20 minutos.



Bolachas de água e sal com hummous e doce de tomate

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Creme verde

Habitualmente, na cozinha portuguesa, a base das sopas é a batata. No meu caso, retirei a batata (quase) totalmente das minhas sopas, pelo que a base é normalmente a cenoura e o nabo, associados e misturados com muitos legumes diferentes.

Mas o que fazer quando não há cenouras em casa? Este creme verde é a resposta.




Ingredientes:

700 g de bróculos
2 beringelas
1 nabo
2 cebolas
3 dentes de alho
1 curgete
2 colheres de sopa de manjericão fresco picado
Sal
Pimenta


Colocar todos os legumes na panela com água suficiente para os cobrir. Levar a ferver e deixar cozer bem.

Triturar com a varinha mágica até obter um creme com textura homogénea. Voltar a levar a lume brando durante 20 minutos.

Retirar do lume, temperar com sal e pimenta. Adicionar o manjericão e servir.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Hambúrgueres de soja com sésamo

A Tertúlia da Susy começou há alguns meses o desafio da escolha do ingrediente, em que cada mês o anfitrião é um blogue diferente, com um ingrediente diferente. Este mês, o Limited Edition propõe-nos a soja. Logo me lembrei destes hambúrgueres de soja com sésamo, que há muito não fazia. A soja assim temperada ganha um sabor muito agradável, mesmo para quem não é apreciador.





Ingredientes:

115 g de soja granulada
300 ml de vinho tinto
15 g de raiz de gengibre fresco
2 cenouras
2 colheres de sopa de molho de soja
1 colher de chá de cominhos
1/2 colher de chá de sementes de coentros moídas
4 dentes de alho
2 colheres de sopa de farinha de trigo integral
2 colheres de sopa de sementes de linhaça
2 colheres de sopa de sementes de sésamo
Sal
Pimenta
Azeite


Demolhar a soja no vinho tinto, juntamente com 700 ml de água. Tapar e deixar repousar durante 30 minutos.

Entretanto, ralar a cenoura e o gengibre. Juntar os cominhos, os coentros, o molho de soja e envolver bem. Temperar com sal e pimenta (não esquecer que o molho de soja já é salgado). Reservar.

Picar os dentes de alho e fritar ligeiramente no azeite.

Escorrer bem a soja, tirando o excesso de líquido e juntar à frigideira quando o alho estiver a começar a ficar dourado. Refogar, mexendo sempre, durante 5 minutos.

Adicionar então a cenoura temperada. Envolver bem e salpicar com a farinha. Mexendo sempre, deixar cozer em lume brando durante mais 5 minutos.

Colocar numa taça de vidro e deixar amornar. Entretanto, triturar as sementes de linhaça até ficarem em pó. Juntar quatro colheres de sopa de água, mexer bem e deixar repousar.

Juntar a linhaça à soja e misturar bem com as mãos. Formar os hambúrgueres (rende 6 - 7 hambúrgueres).

Colocar as sementes de sésamo num prato de sopa.  Passar os hambúrgeres dos dois lados nas sementes de sésamo. Dispor num prato.

Na frigideira, voltar a aquecer um fio de azeite. Dourar os hambúrgueres durante alguns minutos de um lado e de outra, até as sementes de sésamo ganharem uma cor tostada.

Servir com arroz e legumes cozidos.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Pão de mistura com sementes de papoila

O pão de mistura é um dos meus preferidos, sobretudo quando leva sementes. Este ficou aromático e bonito e com ele participo no World Bread Day 2013.

This loaf of bread with poppy seeds is my contribution to the World Bread Day 2013. As this is an international initiative, you'll find the english translation of every step.






Noite do primeiro dia:

120 g de isco de trigo
200 g de farinha de trigo integral
210 g de água tépida

Misturar tudo numa taça de vidro. Tapar com um saco de plástico e deixar repousar à temperatura ambiente durante 12 horas.



First day - around dinner time

120 g wholewheat starter
200 g wholewheat flour
210 g lukewarm water

First step - feed the starter. Mix everything in a big glass bowl. Let it rest on the kitchen table, covered with a plastic bag, for about 12 hours.



Manhã do segundo dia:

Pré-fermento do dia anterior
50 g de farinha de espelta
50 g de farinha de milho
445 g de farinha de trigo branca
20 g de sementes de papoila
7 g de sal fino
200 g de água tépida
1 colher de sopa de mel
Azeite qb


Misturar as farinhas com o sal e as sementes. Abrir uma cova no meio.

Na taça do dia anterior, acrescentar o mel e a água e mexer bem. Verter a mistura na cova das farinhas.

Bater na batedeira profissional a velocidade 2 durante 8 minutos.

Lavar a taça de vidro usada no dia anterior, untar com azeite e colocar aí a massa. Tapar com um saco de plástico e deixar repousar 3 horas.

Dar umas voltas à massa para desgaseificar, formar uma bola e colocar num tabuleiro de ir ao forno forrado com papel vegetal. Tapar com um pano húmido e deixar repousar mais 4 horas.

Levar ao forno pré-aquecido a 230º. Após 15 minutos, baixar a temperatura para 200º e deixar mais 30 minutos. Desligar o forno, deixando o pão no interior a acabar de cozer durante mais 15 minutos.

Retirar do forno e deixar arrefecer antes de fatiar.




Second day - early morning

Mix from the previous day
50 g spelt flour
50 g corn flour
445 g white wheat flour
20 g poppy seeds
200 g lukewarm water
1 tablespoon honey
7 g salt
A dash of olive oil


Mix the water and the honey with the starter from the previous day. Mix well with a wooden spoon.

Mix the flours, the poppy seeds and the salt. Open a pit in the middle of the flour mix and add the starter. Cover with the flour that remains on the sides and let it rest, covered, for about 5 minutes.

Knead the dough by hand or using the machine (speed 2 for about 8 minutes).

Wash the glass bowl and grease with olive oil. Put in the dough and make it go around so that it gets covered in olive oil.

Cover with the plastic bag and let it rest for about 3 hours.

After the resting time, gently fold the dough a couple of times and shape it in a ball.

Put the dough in a baking sheet with parchment paper lining, cover with a damp cloth and let it rest for another 4 hours.

Put it in the oven at 230º for about 15 minutes, then lower the temperature to 200º for 30 minutes more. Turn off the oven and let the bread rest inside for another 15 minutes.

Take the bread out of the oven and let it cool before cutting.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Bolo de castanhas com limão

Quentes e boas! São as castanhas, que chegam no outono para nos deliciar. Ficam soberbas em bolo, aromatizadas com limão, uma delícia de comer e chorar por mais.





Ingredientes:

500 g de polme de castanha (castanhas cozidas, descascadas e reduzidas a puré)
200 g de açúcar amarelo
100 ml de óleo de girassol
1 limão
5 ovos
2 colheres de chá de fermento



Bater o açúcar com o óleo. Juntar as gemas e bater até obter um creme.

Adicionar o polme de castanhas, a raspa e o sumo do limão e voltar a bater.

Bater as claras em castelo. Envolver delicadamente no creme anterior.

Verter para uma forma untada com óleo de girassol e levar ao forno a 180º durante 45 minutos.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Hambúrgueres de arroz com cogumelos

Estes hambúrgueres chamaram a minha atenção devido à mistura de especiarias árabe que é usada - baharat. Experimentei e o resultado é mesmo bom! Vem do The Gouda Life, um blogue que vale a pena conhecer e visitar.




Ingredientes:

215 g de arroz integral
20 cogumelos
1 cebola pequena
2 dentes de alho
1 cenoura
115 g de pão ralado (sem lactose)
Raspa de meio limão
1 colher de sopa de sementes de linhaça
Piri-piri
Sal
Pimenta
Azeite

Baharat

3 colheres de chá de menta seca
2 colheres de chá de oregãos
1/2 colher de chá de cominhos
1/2 colher de chá de canela
1/2 colher de chá de sementes de coentros em pó
1/4 colher de chá de noz moscada


Cozer o arroz durante 30 minutos em água abundante. Escorrer e deixar arrefecer.

Moer as sementes de linhaça até ficarem em pó. Juntar duas colheres de sopa de água e reservar.

Num frasco de vidro com tampa, juntar todas as especiarias para o baharat. Tapar e abanar bem, para obter uma mistura homogénea. Reservar.

No azeite, refogar a cebola picada e os cogumelos laminados. Quando os cogumelos estiverem cozidos, adicionar o alho picado e uma colher de chá bem cheia de baharat. Deixar cozinhar dois minutos e retirar do lume. Deixar arrefecer.

Ralar a cenoura e juntar à mistura anterior, bem como a raspa de limão.

Misturar o conjunto com o arroz. Juntar a linhaça. Temperar com sal, pimenta e piri-piri a gosto. Amassar com as mãos e formar os hambúrgueres (rende cerca de 8 - 9 hambúrgueres de tamanho médio).

Aquecer na frigideira um fio de azeite. Fritar os hambúrgueres no azeite.

Servir com uma salada mista.

domingo, 13 de outubro de 2013

Coelho com maçãs

Um prato maravilhoso para um aniversário bem passado!





Ingredientes:

1 coelho
3 cebolas
12 maçãs pequenas
20 cogumelos
250 ml de vinho branco
Tomilho
Azeite
Sal
Pimenta


Numa panela, aquecer um fio de azeite. Dourar os pedaços de coelho; quando estiverem bem dourados, retirar e reservar.

Juntar as cebolas picadas e refogar em fogo alto, mexendo sempre para "limpar" o fundo da panela. Quando a cebola começar a ficar transparente, juntar os cogumelos laminados.

Quando os cogumelos tiverem expelido a sua água, adicionar o vinho branco e meio copo de água. Mexer bem até ferver.

Adicionar metade das maçãs cortadas aos cubos; polvilhar com tomilho, sal e pimenta. Por cima, colocar o coelho, salpicando com tomilho. No topo, colocar as restantes maçãs e salpicar com sal, pimenta e tomilho.

Tapar e deixar cozinhar em lume brando durante uma hora.


sábado, 12 de outubro de 2013

Trouxas de couve recheadas com frutos do mar

Couve recheada é sempre bem vinda cá por casa. Este recheio de frutos do mar foi especialmente bem acolhido, devido à associação com os legumes e o molho de tomate.

Esta é a nossa participação no desafio lançado no Facebook do Doçuras & Especiarias.





Ingredientes:

12 folhas de couve lombarda
415 g de filetes de peixe gato
115 g de miolo de mexilhão
80 g de miolo de camarão
1 cebola roxa
4 dentes de alho
1/2 alho francês (a parte branca)
1 cenoura
4 tomates
20 azeitonas verdes
3 colheres de sopa de vinho branco
1 colher de chá de ají amarillo (pode substituir-se por uma malagueta)
Sal
Pimenta
Azeite


Cortar a cebola às rodelas finas e picar os alhos. Refogar num fio de azeite.

Quando a cebola estiver transparente, acrescentar o alho francês e a cenoura cortados às rodelas. Deixar cozinhar em lume brando alguns minutos.

Entretanto, dar um corte em cruz no fundo dos tomates e mergulhá-los em água a ferver. Deixar repousar tapado durante 1 minuto. Escorrer a água quente e descascar o tomate. Cortar em cubos.

Picar as azeitonas e acrescentar à panela, juntamente com o tomate e o vinho branco. Deixar cozinhar durante 15 minutos.

Adicionar então o ají amarillo, envolver bem e deixar cozinhar durante mais 15 minutos.

Juntar o marisco e o peixe cortado aos cubos. Envolver bem e deixar cozinhar destapado mais 10 minutos. Retirar do lume e temperar com sal e pimenta.

Entretanto, colocar uma panela de água a ferver com um pouco de sal. Quando ferver, mergulhar as folhas de couve uma a uma durante um minuto. Escorrer.

Colocar uma colher da mistura anterior, tentando descartar o molho, numa folha de couve. Fechar com um palito. Repetir até terminar as folhas.

Dispor num tabuleiro de ir ao forno untado com azeite. Regar com o molho que ficou na panela. Levar ao forno a 200º durante 40 minutos.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Abacate com camarão

Uma entrada deliciosa para um jantar de aniversário (o meu!).




Ingredientes:

1 abacate
100 g de miolo de camarão
2 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de vinagre
2 dentes de alho
2 colheres de sopa de coentros picados
Sal
Pimenta


Cozer o camarão. Marinar o miolo em azeite, vinagre, alho, coentros, sal e pimenta.

Abrir o abacate ao meio. Retirar o caroço. Escavar cuidadosamente a polpa, deixando a pele intacta.

Misturar o camarão e a marinada com a polpa do abacate. Bater bem.

Dividir entre as duas metades de abacate. Servir com tostas.

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Bolachas de azeite e anis

Vi esta receita no Cocinando con las Chachas e resolvi adaptar. Ficam com um sabor excelente a anis, que vem mesmo a calhar no outono. Por isso, participo com elas no desafio do Cravo e Canela para fazermos bolachas outonais!




Ingredientes:

100 ml de azeite
50 ml de licor de anis
300 g de farinha de trigo integral
100 ml de água
120 g de açúcar amarelo
Raspa de 1 limão
Raspa de 1 clementina
1/2 colher de chá de erva doce
1 colher de chá de fermento
Uma pitada de sal


Juntar as raspas dos citrinos, o azeite, a erva doce, o sal, o licor e a água. Misturar bem.

Noutro recipiente, misturar a farinha, o fermento e o açúcar. Juntar as duas misturas e amassar com as mãos.

Colocar bolinhas de massa em tabuleiros forrados com papel vegetal. Espalmar com a base de um copo e levar ao forno a 180º durante 25 minutos.

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Bolo de pêra rocha com caramelo

Já estamos no tempo dela, a pêra rocha! É um fruto que adoro e que associo ao outono. Nas minhas experiências com sobremesas vegan, resolvi inventar esta receita para usar estas pêras tão portuguesas.






Ingredientes:

25 g de linhaça
Raspa de 1/2 limão
2 colheres de sopa de sumo de limão
3 pêras rocha
100 ml de azeite
50 ml de água
130 g de açúcar amarelo
170 g de farinha de trigo integral
40 g de farinha de milho
1 colher de chá de fermento

Cobertura

2 colheres de sopa de açúcar mascavado escuro
1 colher de chá de óleo de girassol
100 ml de nata de soja
1 pitada de sal


Moer a linhaça até obter um pó. Juntar três colheres de sopa de água, misturar bem e reservar.

Descascar e descaroçar as pêras. Cortá-las em cubos e juntar o sumo e a raspa de limão. Envolver bem e reservar.

Bater o azeite com a linhaça moída. Acrescentar a água e o açúcar e bater bem. Finalmente, adicionar as farinhas e o fermento. 

Com uma colher de pau, envolver as pêras na massa.

Levar ao forno a 190º em forma untada com azeite durante 35 minutos.

Retirar do forno e deixar arrefecer.

Numa frigideira anti-aderente, colocar o açúcar até começar a caramelizar. Desligar o lume, juntar o óleo, o sal e a nata de soja. Mexer bem e cobrir o bolo.




terça-feira, 8 de outubro de 2013

Peru com ervilhas e estragão

Esta receita com peru faz um almoço muito saboroso, excelente para levar na marmita. Foi inspirado nesta publicação do Figos e Funghis.






Ingredientes:

265 g de bifes de peru
200 g de ervilhas
1 cebola
2 dentes de alho
95 g de pimento vermelho
1 colher de chá de estragão fresco
3 colheres de sopa de nata de soja
1 colher de chá de mostarda
Sal
Pimenta
Azeite


Cozer as ervilhas em água e sal.

Picar os alhos e a cebola e refogá-los num fio de azeite. Quando a cebola estiver transparente, acrescentar o pimento cortado em cubos e deixar cozinhar.

Adicionar a carne, cortada às tiras, e envolver bem. Deixar cozinhar durante 10 minutos. Juntar as ervilhas cozidas e deixar tomar gosto dois minutos.

Numa taça, misturar a mostarda, a nata de soja, o estragão e uma boa dose de sal e pimenta. Adicionar esta mistura à carne, envolver bem e retirar do lume.

Servir com arroz branco.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Sopa de ervilhas com coentros

Uma sopa que é um clássico cá em casa, mas que nunca foi publicada. É muito simples de fazer e tem um gostinho bem simpático.






Ingredientes:

1 cebola
1 nabo
2 dentes de alho
1/2 alho francês
5 cenouras
250 g de ervilhas
Sal
1 molho pequeno de coentros


Levar os legumes ao lume numa panela com água suficiente para os cobrir. Quando estiverem bem cozidos, triturar com a varinha mágica até obter um creme com consistência homogénea.

Levar a lume brando durante 15 minutos para apurar.

Retirar do lume, acrescentar os coentros picados e o sal. Mexer bem e servir.

domingo, 6 de outubro de 2013

Bolo de laranja

Tinha isco de trigo acabado de alimentar que não queria deitar fora e resolvi experimentar usá-lo num bolo de laranja. Resultou bem, embora não faça crescer o bolo da mesma maneira que o fermento químico.




Ingredientes:

190 g de isco de trigo (activo, ou seja, depois de ter sido alimentado e repousado 12 horas)
1 laranja
220 g de farinha de trigo integral
135 g de açúcar amarelo
1 ovo
2 colheres de chá de aroma de baunilha
150 ml de óleo de amendoim
Açúcar em pó qb


Juntar o isco com o sumo e raspa da laranja e a farinha. Misturar bem. Deixar repousar à temperatura ambiente durante 2 horas.

Numa taça, juntar o ovo, o aroma de baunilha, o açúcar e o óleo. Misturar bem.

Juntar as duas misturas e bater.

Levar ao forno a 180º durante 45 minutos.

Salpicar com açúcar em pó antes de servir.

sábado, 5 de outubro de 2013

Quinoa com legumes e molho de clementina

Esta receita do Madame Gateaux chamou-me a atenção pela associação de sabores, que me apeteceu experimentar. É um almoço vegetariano muito simpático, perfeito para levar na marmita.

Por isso mesmo, participo no desafio de Outono da Marmita Lisboeta!






Ingredientes:

225 g de quinoa
1 cebola roxa
100 g de alho francês
200 g de cenoura
350 g de curgete
200 g de pepino
Sumo de 1 clementina
2 colheres de chá de pimentão doce
Azeite
Sal


Cozer a quinoa em 650 ml de água.

Refogar a cebola no azeite. Quando começar a ficar transparente, juntar a cenoura cortada em rodelas finas. Deixar cozer alguns minutos, após o que se adiciona o alho francês cortado em rodelas.

Deixar cozinhar em lume brando durante 10 minutos.

Acrescentar então o pepino e a curgete cortados em dados pequenos. Mexer bem e deixar cozinhar mais 20 minutos.

Juntar a quinoa cozida, o sumo de clementina e o pimentão doce. Envolver bem. Temperar com sal.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Beringela assada no forno

Um snack excelente, vegan e sem glúten, que faz um bom acompanhamento ou um petisco simpático para festas. A receita foi inspirada numa outra do Gourmande in the Kitchen.







Ingredientes:

1 beringela grande
2 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de farinha de mandioca
1 colher de sopa de farinha de milho
1/2 colher de chá de cominhos
1/2 colher de chá de sementes de coentros em pó
Uma pitada de piri-piri
Sal


Lavar a beringela e deixar a casca. Cortar em palitos, como se fossem batatas fritas.

Colocar os palitos numa tigela e acrescentar os restantes ingredientes. Envolver bem.

Espalhar os palitos num tabuleiro de ir ao forno untado com papel vegetal, de modo a não ficarem sobrepostos.

Levar ao forno a 200º durante 30 minutos.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Queques de kiwi e coco

Vi esta associação de sabores nesta receita do Laurel Y Menta, um blogue de que gosto muito. Já era uma receita sem lactose, mas fiz-lhe diversas alterações. Ficaram uns queques vegan muito saborosos.







Ingredientes:

25 g de sementes de linhaça
110 g de açúcar amarelo
165 g de farinha de trigo integral
35 g de coco ralado
1 colher de chá de fermento
1 pitada de sal
75 ml de óleo de girassol
100 ml de leite de soja
2 kiwis


Moer as sementes de linhaça no moinho de café. Juntar três colheres de sopa de água às sementes moídas, misturar e reservar.

Juntar a farinha, o fermento, o açúcar, o sal e o coco ralado. Misturar bem e abrir uma cova no meio. Aí verter o óleo, o leite de soja e a linhaça. Bater até obter uma consistência homogénea.

Descascar os kiwis e cortá-los em cubos. Envolver na massa. Repartir pelas formas de queque (rende seis queques de tamanho médio) e levar ao forno a 180º durante 25 minutos.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Salada de fruta com molho de gengibre, lima e hortelã

Uma salada de fruta com um "tempero" original, que fica mesmo ao meu gosto! Excelente para um lanche ou para uma festa, funciona muito bem com qualquer fruta. A ideia veio do site Gastronomias.




Ingredientes:

1 lima
20 g de gengibre fresco
1 colher de sopa de hortelã fresca
100 g de açúcar amarelo
1 pêssego
1 maçã
1 pêra
10 uvas brancas
2 ameixas amarelas
2 ameixas roxas
2 kiwis


Descascar a lima e cortar a casca em tiras finas, tipo juliana. Espremer e reservar o sumo. Descascar o gengibre e cortar em cubos pequenos.

Num tacho, juntar o açúcar e 125 ml de água. Adicionar a casca da lima e o gengibre ao açúcar e levar tudo ao lume.

Deixar fervilhar até obter a consistência de xarope. Retirar do lume e deixar repousar cinco minutos.

Juntar a hortelã fresca e deixar tomar gosto durante 15 minutos.

Coar. Misturar o líquido com três colheres de sopa de sumo de lima. Levar ao frigorífico uma hora.

Dos sólidos, reservar alguns cubos de gengibre e descartar o resto.

Descascar e cortar as frutas em cubos. Envolver o molho, colocar os cubos de gengibre por cima e decorar com folhas de hortelã.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Tarte de cogumelos com harissa

Um lanche com amigos pede sempre uma tarte salgada. Fiz esta experiência numa ocasião dessas e funcionou muito bem. A harissa dá um toque especial a uma combinação clássica.






Ingredientes:

Massa

130 g de farinha de centeio
70 g de farinha de trigo integral
5 colheres de sopa de óleo de amendoim
70 ml de água
4 g de sal fino

Recheio

280 g de cogumelos brancos
115 g de fiambre (sem lactose)
4 dentes de alho
1 colher de chá de harissa caseira (ver aqui a receita)
2 ovos
200 ml de nata de soja
Azeite
Sal


Juntar as farinhas e o sal. Envolver bem e abrir uma cova no meio. Verter aí o óleo e, com um garfo, ir misturando.

Em seguida, amassar com as pontas dos dedos, adicionando um pouco de água de cada vez. Quando tiver adicionado a água toda, amassar com as mãos durante 15 minutos.

Envolver com película aderente e levar ao frigorífico 1 hora.

Entretanto, picar o alho bem fino e laminar os cogumelos. Levar a refogar num fio de azeite.

Quando os cogumelos tiverem libertado a sua água, juntar a harissa e envolver bem. Deixar cozinhar em lume brando durante alguns minutos.

Juntar o fiambre e refogar mais alguns minutos até o fiambre ficar ligeiramente dourado.

Bater os ovos com as natas. Acrescentar um pitada de sal.

Tender a massa entre duas folhas de película aderente e cobrir uma tarteira.

Verter os ovos com as natas. Em seguida, espalhar os cogumelos.

Levar ao forno a 200º durante 50 minutos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...