terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Pão de batata doce

Descobri que não há nada melhor do que vegetais misturados no pão: puré de abóbora ou de lentilhas, curgete ou cenoura ralada - ou, neste caso, puré de batata doce -, os legumes tornam o pão mais húmido, o miolo mais fofo e a côdea estaladiça sem ser rija.

Este pão de batata doce fez portanto sucesso cá em casa! E de facto é difícil parar de comer fatia atrás de fatia...





Noite do primeiro dia:

120 g de isco de trigo integral
200 g de farinha integral
200 g de água tépida


Misturar tudo numa taça de vidro. Tapar com um saco de plástico e deixar repousar 8 horas.


Manhã do segundo dia:

Mistura do dia anterior
500 g de batata doce (2 batatas doces médias)
550 g de farinha de trigo branca
1/2 colher de sopa de mel
8 g de sal fino
Óleo de girassol qb


Descascar e cozer as batatas em água. Quando estiverem cozidas, escorrê-las, reservando o líquido. 

Triturar as batatas até obter um puré. Deixar arrefecer.

Quando o puré e a água de cozer as batatas estiverem quase frios, juntar o puré, a farinha e o sal. Misturar bem com uma colher de pau e abrir uma cova no meio.

Juntar à mistura do dia anterior 150 g da água de cozer as batatas já tépida (não usar a água quente, porque senão as leveduras morrem!) e o mel. Mexer bem e verter esta mistura na cova aberta nas farinhas.

Tapar com a farinha que fica nas margens. Tapar com o saco de plástico e deixar repousar alguns minutos.

Bater na batedeira profissional com a vareta de amassar à velocidade 2 durante 8 minutos.

Lavar a taça usada no dia anterior e untar com óleo de girassol. Colocar aí a massa. Tapar com o saco de plástico e deixar repousar 3 a 4 horas.

Passar a massa para uma forma forrada com papel vegetal. Salpicar com farinha integral e tapar com um pano húmido.

Deixar levedar mais 3 horas.

Levar ao forno a 230º durante 15 minutos. Baixar para 200º e deixar cozer mais 30 minutos. Desligar o calor, deixando o pão no interior do forno a terminar de cozer mais 15 minutos.

Retirar do forno e deixar arrefecer antes de fatiar.

3 comentários:

  1. Realmente as massas com purê de batata doce ou abóbora que já fiz são fantásticas e o pão fica fofo durante mais tempo do que outros, embora por aqui também não duram muito tempo depois de cortar a primeira fatia. :)
    Desejo-te um bom ano novo para ti e para todos que te são queridos
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Que belíssima ideia. Nunca me tinha ocorrido. Hei-de experimentar.
    Beijinhos,
    Sophia.

    ResponderEliminar
  3. Que ideia maravilhosa! Raramente faço pão, por isso não invento muito... Mas um dia vou ter de experimentar :)

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita e pelos comentários!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...