terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Clafoutis de couve-flor

Mais uma receita do adorável livro Délicieux plats ch'tis, de que já falei aqui. Este clafoutis salgado pode servir como entrada, como prato principal numa refeição ligeira ou então como um requintado acompanhamento de carne ou peixe grelhados. Quem experimentar não se vai arrepender, é muito saboroso!




Ingredientes:

350 g de raminhos de couve-flor (ou uma mistura de raminhos e folhas, sem os talos mais duros)
2 ovos
150 ml de leite vegetal não adoçado
150 ml de nata de soja
65 g de bacon cortado em cubos
40 g de farinha de trigo integral
1/4 de colher de café de noz moscada
1 colher de chá de levedura de cerveja
Sal
Pimenta


Cozer a couve flor durante 5 minutos em água a ferver com sal. Retirar e escorrer bem.

Dispor a couve-flor no fundo de uma tarteira ou dividir por quatro ramequins individuais. Distribuir os cubos de bacon.

Bater os ovos ligeiramente. Adicionar o leite e a nata e voltar a bater.

Juntar então a noz moscada, a farinha e a levedura de cerveja. Misturar bem. Temperar com sal e pimenta.

Cobrir a couve-flor com esta mistura. Levar ao forno a 180º durante 35 minutos.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Bolachas de aveia, mirtilos e avelãs

Mais uma adaptação de uma receita do BBC Good Food, sempre com boas ideias e receitas a experimentar. Estas bolachas são excelentes para voltar à alimentação regrada - são sem açúcar adicionado, adoçadas com maçã, mirtilos secos e stevia. Ficam muito saborosas e são excelentes para acompanhar a fruta a meio da manhã!




Ingredientes:

50 g de farinha de aveia integral
50 g de farinha de espelta integral
1 colher de chá de stevia branca
1 maçã pequena
50 ml de óleo de sésamo não tostado
30 g de mirtilos secos
40 g de avelãs
2 colheres de sopa de sementes de linhaça
1 pitada de sal


Triturar as sementes de linhaça e hidratar em duas colheres de sopa de água.

Ralar a maçã com casca. Levar ao lume o óleo e a maçã durante alguns minutos até a maçã estar cozinhada.

Juntar as farinhas, a stevia, o sal, os mirtilos e as avelãs partidas em pedaços. Misturar o óleo com a maçã e a linhaça. Mexer bem.

Dispor pequenas porções da massa num tabuleiro untado com papel vegetal. Levar ao forno a 180º durante 20 minutos.

sábado, 7 de janeiro de 2017

Papilotes de vieiras

No verão, recebi um livro adorável chamado Délicieux plats ch'ti. Para quem não sabe, os ch'tis são os habitantes da região Le Nord, em França, e eu tenho um espécime em casa. O livro veio diretamente de Lille, pelas mãos da minha cunhada que se lembrou do meu gosto pela cozinha. As receitas são todas muito apetitosas, mas precisam sempre de algumas adaptações, dada a omnipresença das natas e do queijo. Esta, com vieiras, resultou particularmente bem.





Ingredientes:

8 vieiras
1 chalota
1 cenoura
1 pastinaga
1/2 alho francês (a parte branca)
100 ml de vinho branco
50 ml de nata de soja
1 colher de chá de levedura de cerveja
1 colher de sopa de salsa picada
Azeite
Sal
Pimenta


Picar a chalota finamente e dourar num fio de azeite.

Juntar a cenoura e a pastinaga cortadas em cubinhos pequenos e o alho francês em rodelas finas. Saltear dez minutos, acrescentando um pouco de água, se necessário. Juntar o vinho e deixar fervilhar destapado durante mais dez minutos.

Retirar do lume e temperar com sal e pimenta.

Cortar dois quadrados de papel vegetal e dois quadrados de papel de alumínio. Dispor uns por cima dos outros, com o papel de alumínio por fora, de modo a que não toque na comida.

Dividir a mistura dos legumes pelos dois papilotes. Dispor as vieiras por cima e temperar ligeiramente de sal e pimenta.

Misturar a nata de soja com a levedura de cerveja. Regar as vieiras com esta mistura e salpicar com a salsa picada.

Fechar os papilotes e levar ao forno a 180º durante 15 minutos.


quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Bolo de chocolate preto e laranja

Hoje este bolo é dedicado a um amigo querido que faz anos. Conhecemo-nos há mais de 10 anos em contexto profissional e rapidamente passámos de colegas a amigos. Depressa descobrimos várias afinidades, entre as quais o prazer da comida.

Juntos visitámos diversos restaurantes simpáticos em Lisboa. Durante alguns anos, tínhamos o hábito de jantar juntos no primeiro dia de férias de verão, dado que muitas vezes entramos de férias no mesmo dia, e essa noite era sempre muito descontraída e divertida, como convém!

O meu amigo teve um 2016 difícil, com a morte do pai no final do verão. Por isso, precisa mais do que nunca de um 2017 espetacular e é isso que lhe desejo neste início de ano.

Entretanto, como não posso estar na celebração deste seu aniversário, envio-lhe este bolo para lhe adoçar a boca. É uma adaptação desta receita no BBC Good Food e resultou muito bem.



Ingredientes:

1 laranja grande
4 ovos
200 ml de azeite
100 g de chocolate preto 70% cacau
170 g de açúcar mascavado escuro
35 g de cacau magro em pó
250 g de farinha de trigo branca
1 1/2 colheres de chá de fermento
1 pitada de sal

Cobertura

200 g de chocolate preto 70% cacau
150 ml de nata de soja
Cascas de laranja cobertas com chocolate branco
Açúcar dourado


Cozer a laranja em água a ferver durante 30 minutos.

Escorrer a água e triturar a laranja no liquidificador. Deixar arrefecer completamente.

Derreter o chocolate em banho maria e deixar amornar.

Bater os ovos, o azeite e o açúcar. Juntar o puré de laranja e continuar a bater. Adicionar o chocolate derretido.

Peneirar a farinha, o cacau, o sal e o fermento. Juntar um terço à massa e bater. Repetir até terminar os ingredientes secos.

Untar uma forma com azeite e verter a massa.

Levar ao forno a 180º durante 45 minutos.

Retirar do forno e deixar amornar antes de desenformar. Em seguida, deixar arrefecer completamente sobre uma grelha.

Para a cobertura, derreter o chocolate em banho maria. Quando estiver quase derretido, retirar do lume, mexendo sempre. Adicionar a nata de soja e continuar a mexer.

Deixar arrefecer cerca de uma hora, mexendo de vez em quando, até ter uma consistência que permita barrar o bolo com facilidade.

Depois de cobrir o bolo, acrescentar os elementos decorativos.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Muffins salgados de quinoa

No programa Chef de Raiz, vi uma receita de muffins de quinoa e milho, que entretanto procurei no site do 24 Kitchen sem conseguir encontrá-la. Gostei da ideia, na televisão os muffins tinham um ar excelente - como tudo o que o Leonardo Pereira cozinha neste programa, aliás.

À falta da receita original, encontrei esta no The Lean Green Bean que me pareceu interessante e acabei por experimentar, com diversas adaptações. Revelou-se uma boa forma de voltar à alimentação saudável, depois dos excessos das festas.


Ingredientes:


140 g de quinoa castanha
1 cebola
2 dentes de alho
1 abacate pequeno
10 tomates cereja
1 cenoura
1 ovo
3 colheres de sopa de sementes de abóbora
2 colheres de sopa de coentros frescos picados
1 colher de chá de pimentão doce
1/2 colher de chá de cominhos
1 pitada de piri-piri
Sal
Pimenta


Lavar bem a quinoa e cozer em água abundante com sal.

Triturar as sementes de abóbora até obter uma farinha.

Picar a cebola e os alhos finamente. Ralar a cenoura e cortar o abacate em cubinhos. Cortar o tomate em quartos. Misturar tudo numa taça e temperar com pimentão doce, cominhos, piri-piri e coentros.

Deixar amornar a quinoa e juntar à mistura anterior. Misturar bem e temperar com sal e pimenta.

Adicionar o ovo e as sementes de abóbora moídas. Distribuir a massa por oito formas de queque.

Levar ao forno a 180º durante 30 minutos.

Comer quente ou morno, acompanhados por uma salada.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Tarte de ruibarbo

O ruibarbo não é muito utilizado em Portugal, mas é bastante conhecido em França. Por isso, inspirei-me nesta receita do site Marmiton para confecionar esta tarte bem saborosa, oferecida a amigos que nunca tinham provado este ingrediente!



Ingredientes:

Massa quebrada (adaptada da receita de massa quebrada doce do blogue Petiscos e Miminhos)

150 g de farinha de trigo branca
50 ml de óleo de sésamo
1 ovo pequeno
1 colher de chá de açúcar amarelo
1 pitada de sal

Recheio

400 g de ruibarbo
2 ovos
125 ml de nata de soja
5 colheres de sopa de açúcar amarelo


Cortar o ruibarbo em pedaços de cerca de 2 centímetros. Juntar duas colheres de sopa de açúcar, misturar e deixar macerar uma hora.

Entretanto, para fazer a massa, juntar a farinha com o açúcar e o sal. Misturar e abrir uma cova no meio.

Abrir o ovo e ir misturando na farinha com um garfo. Adicionar o óleo e continuar a misturar.

Amassar com as mãos durante alguns minutos até obter uma massa de textura homogénea.

Enrolar em película aderente e deixar repousar meia hora.

Estender a massa e forrar uma tarteira. Escorrer o ruibarbo, descartando o líquido, e colocar na forma.

Levar ao forno durante 20 minutos a 200º.

Bater os ovos com a nata e o restante açúcar. Cobrir o ruibarbo com esta mistura e levar ao forno mais 25 minutos, até ficar dourado.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Queques de alfarroba e maçã

Esta receita saiu da minha cozinha num dia de inspiração e cá em casa gostámos muito do resultado! Espero que experimentem e que se deliciem.




Ingredientes:

15 g de sementes de chia
135 g de farinha de espelta integral
35 g de farinha de alfarroba
2 maçãs pequenas
2 colheres de sopa de mel ou xarope de agave
125 ml de leite de soja
1 colher de sopa de óleo de sésamo
1 colher de chá de aroma de baunilha
1/2 colher de chá de fermento
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
Uma pitada de sal




Juntar quatro colheres de sopa de água às sementes de chia e reservar.

Juntar as farinhas, o sal, o fermento e o bicarbonato. Envolver bem.

Numa taça, juntar o mel, o leite de soja, o óleo e o aroma de baunilha. Acrescentar as sementes de chia hidratadas e mexer bem.

Juntar a mistura líquida à seca e mexer até obter uma consistência homogénea.

Descaroçar e cortar uma das maçãs em rodelas finas (8 fatias). Picar o restante em pedacinhos pequenos e juntar à massa.

Distribuir a massa pelas formas de queque (rende 8 bolinhos). Colocar uma fatia de maçã no topo de cada um.

Levar ao forno a 180º durante 20 minutos.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Rolinhos de frango com alho francês e estragão

Rolinhos recheados de frango com sabores bem franceses fazem um jantar muito apreciado por estas bandas. Simples de fazer, faz um vistaço e é delicioso.





Ingredientes:

2 peitos de frango
1 alho francês pequeno
1 cebola pequena
2/3 de colher de sopa de folhas de estragão
1 colher de chá de mostarda
3 colheres de sopa de nata de soja
Azeite
Sal
Pimenta


Abrir o peito de frango com uma faca e espalmar, de modo a criar dois bifes de frango finos. Temperar com sal e pimenta.

Picar a cebola e dourar num fio de azeite. Adicionar o alho francês cortado em rodelas e deixar cozinhar em lume brando.

Acrescentar a mostarda, o estragão e a nata de soja. Retirar do lume e temperar com sal e pimenta.

Dividir a mistura pelos dois bifes. Enrolar e prender com palitos. Cortar ao meio de modo a fazer quatro rolinhos.

Colocar no cesto de cozer a vapor e levar a cozer durante 25 minutos.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Bolo de figos, mel e limão

Mais uma receita com figos, para aproveitar ao máximo a época deles, que é tão curta! Esta foi inspirada numa receita do Fabrico Caseiro.



Ingredientes:

8 figos
1 limão
110 ml de azeite
2 colheres de sopa de mel bem cheias
4 ovos
175 g de farinha de trigo integral
1 colher de chá de fermento


Cortar os figos ao meio e regar com sumo de meio limão.

Juntar a raspa do limão, o restante sumo, o azeite e o mel e bater bem.

Ir adicionando os ovos um a um. Quando estiverem bem incorporados, juntar então a farinha e o fermento.

Verter a massa para uma forma redonda untada com azeite. Dispor as metades de figos por cima da massa e regar com o líquido que resta.

Levar ao forno a 180º durante 35 minutos.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Tarteletes de figo

Chegaram os figos! É uma fruta que adoro e quando chega a época delicio-me com eles! Para além disso, são excelentes ingredientes para pratos doces ou salgados, e estas tarteletes comprovam-no bem. São uma adaptação de uma receita do She Knows, que há muito tempo estava na lista para ser testada.




Ingredientes:

Massa

150 g de farinha de trigo branca
1 ovo pequeno
50 g de óleo de sésamo não tostado
1 colher de chá de xarope de agave
1 pitada de sal

Recheio

250 ml de leite de soja
1 colher de sopa de essência de baunilha caseira
1 colher de sopa de amido de milho
1 colher de sopa de xarope de agave
2 gemas de ovo + 1 gema para pincelar
8 figos
1 colher de sopa de avelãs


Começar por fazer a massa, juntando a farinha e o sal numa taça. Misturar e abrir uma cova no meio, na qual se deposita o ovo.

Com um garfo, começar a misturar o ovo com a farinha. Juntar o agave e continuar a misturar. Adicionar finalmente o óleo em fio, continuando sempre a misturar.

Amassar com as mãos durante alguns minutos, embrulhar em película aderente e deixar repousar durante 30 minutos.

Passado esse tempo, estender a massa entre duas folhas de película aderente e cortar seis círculos, com os quais se forram seis formas de tartelete, untadas com óleo de sésamo. Picar o fundo com um garfo, colocar um quadrado de papel vegetal em cada e encher com feijões ou outra leguminosa seca.

Levar ao forno a 180º durante 20 minutos.

Entretanto, levar o leite com a essência de baunilha ao lume. Noutra panela anti-aderente, juntar as duas gemas de ovo e o agave, batendo com uma vara de arames. Acrescentar o amido de milho.

Quando o leite estiver quase a levantar fervura, retirar do lume. Levar a panela dos ovos a lume muito brando e juntar um pouco de leite, batendo com a vara. Aos poucos, ir juntando o leite, batendo sempre com a vara.

Quando a mistura espessar, retirar do lume. Deixar arrefecer.

Partir os figos em quartos e reservar. Triturar grosseiramente as avelãs. Juntar à gema de ovo uma colher de água e reservar.

Retirar as formas de forno. Retirar os feijões e o papel vegetal e rechear com o creme, distribuindo uniformemente entre as seis tarteletes. Por cima, dispor cinco quartos de figo e pincelar com a gema de ovo.

Salpicar com a avelã triturada e levar ao forno durante 15 minutos.


segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Brownies de chocolate preto e curgete

No Well Plated, encontrei esta receita que quis logo experimentar. Não faltou oportunidade, com visitas cá em casa que vieram fazer férias a Lisboa, sábado à noite foi dia de sobremesa. Ainda assim, uma sobremesa saudável, com pouca gordura e pouco açúcar.




Ingredientes:

680 g de curgete (2 curgetes médias)
125 ml de azeite
125 ml de mel
2 ovos
1 colher de chá de essência de baunilha
160 g de farinha de trigo integral
50 g de cacau magro em pó
1/4 colher de chá de sal fino
1 colher de chá de fermento
180 g de chocolate preto 70% cacau


Partir o chocolate em pepitas e reservar.

Ralar a curgete. Escorrer o excesso de água.

Na batedeira, juntar os ovos, o mel, o azeite e a baunilha. Bater até obter um creme homogéneo. Juntar a curgete e bater até estar incorporado.

Numa taça, misturar a farinha, o cacau, o sal e o fermento. Juntar aos poucos à mistura anterior, batendo entre cada adição.

Envolver então com uma colher de pau as pepitas de chocolate.

Levar ao forno a 180º numa forma retangular forrada com papel vegetal durante 30 minutos.


domingo, 24 de julho de 2016

Bolo zebra de alfarroba e coco

Para um jantar em casa de amigos, resolvi levar este bolo zebra de alfarroba e coco, inspirado nesta receita do Veganana. A textura da massa é bastante agradável e os sabores da alfarroba e do coco casam-se muito bem, pelo que o bolo foi um sucesso!




Ingredientes:

165 g de farinha de trigo branca
165 g de farinha de trigo integral
110 g de rapadura
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
400 ml de água a ferver
1 colher de chá de vinagre
150 ml de óleo de coco
1 colher de chá de fermento
1 pitada de sal
40 g de coco ralado
40 g de farinha de alfarroba


Peneirar as farinhas com a rapadura, o sal e o bicarbonato para uma taça grande.

Juntar o vinagre à água a ferver. Adicionar uma terça parte desta mistura às farinhas e mexer com uma colher de pau. Juntar metade do óleo e continuar a bater. Adicionar mais uma terça parte de água e depois o restante óleo, terminando com a última parte da água, mexendo sempre entre cada adição.

No final, incorporar o fermento e mexer.

Dividir a massa em duas taças. A uma, adicionar o coco ralado; a outra, adicionar a alfarroba. Se as misturas ficarem demasiado espessas, juntar um pouco de água.

Untar uma forma redonda de fundo amovível com óleo de coco. Colocar meia concha de sopa da mistura mais clara no centro da forma. Por cima, colocar meia concha de sopa da mistura escura. Ir repetindo o processo, de modo a ficarem círculos concêntricos. Terminar com a mistura escura.

Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante 30 minutos.

Retirar do forno e deixar amornar antes de desenformar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...