terça-feira, 13 de novembro de 2012

Como descobri a intolerância à lactose


Desde sempre, o mundo dos alimentos foi para mim um universo vasto e diversificado. Ao facto de ter sido habituada desde pequena a ter que comer o que me davam (vá, tinha direito a não gostar de nabo cozido!), juntou-se a minha vivência na Ásia nos anos de transição entre a infância e a adolescência, que me trouxe uma panóplia de aromas, cores e sabores que ampliaram a minha experiência alimentar.

Ao longo do tempo, sempre houve alimentos que nunca faltaram no meu dia-a-dia – um desses alimentos era o leite, bem como os seus derivados.

Foi preciso chegar aos 30 anos para descobrir, completamente por acaso, que era intolerante aos laticínios. Tudo começou com dores nas costas – poupo-vos os detalhes e vou direta ao assunto. Consultei um osteopata, que por casualidade também era homeopata. E foi este homem que, mal me pôs os olhos em cima, ao ver a minha pele com borbulhas e as formas do meu corpo, me disse, sem rodeios, «você tem uma intolerância alimentar aos laticínios e tem que cortar totalmente com esses alimentos».

Dado que já tinha experimentado tudo o que havia para experimentar em relação a tratamentos para o acne e que parecia não haver meio de solucionar o problema, achei que mais uma experiência mal não faria.

Fiz então um teste durante um mês, período durante o qual rejeitei radicalmente todos os alimentos com lactose… e ao fim desse tempo o acne tinha melhorado visivelmente e, qual não foi o meu espanto, tinha perdido uma parte importante do volume do meu corpo!

Fui obrigada então a fazer uma transformação enorme na minha alimentação, mas que foi facilitada pelo prazer que tenho em cozinhar. No início, foi um desafio excitante cozinhar sem lactose e encontrar substitutos e alternativas para as receitas. E ainda bem, porque seguir uma dieta sem lactose é mais difícil do que parece - muitas das coisas que estamos habituados a comer contém laticínios e muitos dos produtos comprados nos supermercados têm ingredientes a evitar.

À medida que o tempo foi passando, fui adaptando as receitas, inventando receitas novas e viajando num mundo gastronómico de infinitas possibilidades… Uns anos mais tarde, surgiu este blogue, uma espécie de livro de receitas ou de diário gastronómico. Bom apetite!

6 comentários:

  1. OLá,
    Descobri o seu blog por acaso e dou-lhe os parabéns. Também descobri a minha intolerância à lactose aos 27 anos, depois de muitas dores de estômago, algumas consultas e análises.
    Parabéns pela iniciativa e serei sem dúvida uma fiel seguidora,
    CC

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá CC, obrigada pelo comentário! Fico contente que o meu blogue também lhe seja útil! Vá aparecendo! :-)

      Eliminar
  2. Foi Preciso chegar aos 30?! Sorte sua pois no meu caso foi preciso chegar aos 60!!! Terrível, não?! Também aconteceu por acaso vendo uma palestra do Dr. Lair Ribeiro, que meu filho descobriu na internet, sobre os prejuízos do leite e seus derivados à saúde.
    Meus problemas de saúde e que ninguém conseguiu diagnosticar o porquê: contínua secreção nos olhos; infecção no ouvido; glândulas sebáceas em todo o corpo principalmente no pescoço e nas costas; agora o pior: há oito anos surgiu uma infecção na mucosa da boca e nenhum antibiótico resolveu o problema, por fim pensei tratar-se de um câncer ou coisa parecida...agora o milagre, graças a Deus: com poucos dias sem o maldito leite e seus derivados percebo que tudo está regredindo. Vou dedicar o resto de minha vida a divulgar os malefícios do leite e seu derivados. A questão é que não se trata de um produto proibido somente para os que são intolerantes à lactose. Ninguém deveria consumir esse veneno, é o que recomenda especialistas em todo o mundo. Por favor, não consumam leite e seus derivados! Significa ter o corpo cheio de pus como se fosse um cadáver ambulante, um zumbi...estou muito revoltado!

    ResponderEliminar
  3. Olá sou a Sofia e tenho 28 anos. Tenho psoriase e há dez anos um homeopata disse q tinha intolerancia a lactose, retirei o leite, iogurtes, queijp, mas ainda fazia algumas asneiras. desde à dois anos apareceu me acne, a dermatologista deu me uns comprimidos, só há uns meses reparei q sem lactose ficava sem nada. :) ag confimou-se obgada

    ResponderEliminar
  4. Olá! Finalmente encontrei o seu blog sobre este pequeno 'impasse' alimentar, que só agora aos 27 depois de uma má gastroentrite, se desenvolveu.
    Descobri por iniciativa própria depois de ver um programa do Dr. Oz sobre restringir alimentos numa dieta até encontrar o 'culpado', e assim eliminei os lacticínios por primeiro e sinto-me melhor dos sintomas comuns desta intolerância.
    Vou estar mais atenta ás suas sugestões :)

    ResponderEliminar
  5. Tenho quase 30 anos e também estou a descobrir que poderá ser essa a causa para o meu acne. Já tinha percebido problemas digestivos quando tomava lacticínios mas nunca associei ao acne. A minha medica diz que o acne nao é influenciado pela alimentação mas sempre duvidei. Recentemente descobri tb um inchaço nas mucosas da boca, um quisto, que acredito estar tudo ligado. Enfim..Sempre util quando procuramos experiencias de outras pessoas pela internet. Vou fazer a minha desintoxicação do corpo para libertar o lactose do corpo. Pode demorar até o corpo limpar mas vale a pena. Obg pela informação.

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita e pelos comentários!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...