quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Dicas para ir ao supermercado se é intolerante à lactose

Quando descobri que era intolerante à lactose, ir às compras transformou-se numa nova experiência. Para além de ler os rótulos dos produtos que comprava para ver o valor nutritivo dos produtos, passei a ter que ler a composição de cada produto embalado. E descobri que a lactose está muito mais presente do que aquilo que pensava!

Pode sempre escolher ir a um supermercado com uma zona de alimentos para pessoas intolerantes, mas estes produtos são invariavelmente mais caros. Ou então pode ir a supermercados normais, desde que se sigam algumas regras.



Algumas dicas para facilitar as compras:

1. A zona dos laticínios está obviamente fora de questão. Atenção também à denominada margarina vegetal, que contém soro de leite na sua composição. Procurar como alternativas: natas de soja, iogurtes de soja, leites vegetais (bebidas de soja, arroz, aveia, amêndoa...), óleos vegetais (evitar os refinados e dar preferência aos puros), azeite. Também há no mercado um queijo creme de soja que é agradável e versátil para cozinhar. Todos os outros queijos, infelizmente, são insubstituíveis...

2. A não ingestão de laticínios implica uma atenção particular à ingestão de cálcio proveniente de outras fontes: legumes de folhas verdes, brócolos, feijão verde, ervas aromáticas, canela, amêndoas, sementes de sésamo e de linhaça (que devem ser partidas para facilitar a absorção do cálcio pelo organismo), peixes como a sardinha e o salmão, leguminosas como o grão, o feijão e a soja, azeitonas verdes, algas.

3. Um nutriente essencial para garantir a absorção do cálcio é o fósforo. Este encontra-se nos frutos secos, nos ovos, na carne vermelha, na carne de frango, no alho, nos cereais, para citar alguns exemplos.

4. Preferir produtos frescos a alimentos processados, visto que estes muito provavelmente contém lactose na sua composição.

5. Quando comprar produtos já preparados, escolher os que têm um rótulo com os ingredientes presentes na sua composição e evitar os que não têm rótulo. Ao ler os rótulos, para além dos óbvios - leite nas suas várias formas, soro de leite, leitelho, nata, manteiga -, atenção a ingredientes como caseína, caseinato, coalho, coalhada, lactulose e todos os componentes com "lacto" no nome.

6. Ler cuidadosamente os rótulos dos produtos de charcutaria - a maior parte contém leite ou alguma forma de lactose. Escolher aqueles que dizem "pode conter vestígios de leite" - são os que garantidamente terão apenas uma quantidade de lactose residual.

7. Os pacotes de bolachas são raramente livres de lactose. Deixar de comprar bolachas de pacote e começar a fazê-las em casa foi a minha opção, e não me arrependi! Neste blogue, encontrará algumas receitas com a etiqueta "Bolachas".

8. Também os cereais de pequeno almoço são raramente livres de lactose - uma exceção são algumas marcas de muesli.

9. Bolos e pastelaria são normalmente proibidos. A maior parte têm na sua composição manteiga, leite e outros produtos com lactose. O melhor é fazer os bolos em casa! Uma exceção a esta regra são os doces de ovos da doçaria tradicional portuguesa.

10. Na zona do pão, evitar tostas, mini tostas, pães de leite, croissants, pão de forma. A maior parte das marcas disponíveis no mercado têm lactose na sua composição. Em relação ao pão ralado, é importante ler o rótulo para poder encontrar as marcas que não utilizam estes produtos.

11. Escolher massas (quebradas, folhadas, ou outras) que apenas têm "vestígios de leite" na sua composição. Outra opção é fazê-las em casa, substituindo a manteiga por óleo de girassol.

12. Os chocolates de leite e branco estão fora de questão. Mas o chocolate preto e o de culinária muitas vezes aparecem no mercado sem lactose na sua composição. É usar e abusar!

13. Patés e cremes para barrar são na sua maior parte produtos com lactose. Pode procurar cuidadosamente aqueles que não o são (os patés de azeitonas, por exemplo, geralmente são aceitáveis), mas o ideal é usar patés feitos em casa.




9 comentários:

  1. Olá!
    ainda bem que descobri este blog, a minha filha e intolerante a lactose e ao inicio foi realmente complicado. É difícil ela ver as outras crianças comerem e ela não! O queije consegui encontra sem lactose e pena e já estar fatiado, mas é o que ela consume. As bolachas são realmente um problema que consegui ultrapassar graças a estas receitas e outras que tenho obtido na net! Obrigada!

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns. Tenho intolerância à lactose. Adorei o blog.

    ResponderEliminar
  3. Ola, se um produto apresentar vestigios de leite posso consumir à mesma? tenho intolerancia à lactose.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim. Como explico em cima, os produtos que contém "vestígios de leite" são produtos que têm apenas uma quantidade residual de lactose, portanto são adequados a pessoas intolerantes (mas não a pessoas alérgicas). Esses vestígios vêm do facto dos artigos serem produzidos em fábricas onde se produzem também produtos com lactose, portanto pode haver contaminação cruzada. O que não é preocupante para as pessoas intolerantes, mas pode ser fatal para pessoas alérgicas.

      Eliminar
  4. Obrigado por este artigo. Ajudou e muito a minha saúde. Continuava a fazer coisas mal sem saber

    ResponderEliminar
  5. Ola, o meu filho é intolerante a lactose e encontrei um queijo que diz 0%lactose, mas na sua composição tem coalho, leite pasteurizado de vaca, culturas lácteas entre outros. Será seguro? Obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu optei por não consumir esse tipo de produtos, porque o processo usado para retirar a lactose dos laticínios transforma-os em produtos processados, portanto pouco saudáveis. Não me parece a melhor opção para crianças! Devem ser consumidos raramente.

      Eliminar
    2. Ola eu também sou intelorante a lactose e mudar a alimentação é muito complicado, para em de ser tudo muito caro também é difícil de encontrar alguns alimentos sem lactose. O queijo já a algum tempo k n comia nada disso mas a pouco tempo encontrei no celeiro queijo vegetal, não é nada barato mas é muito bom

      Eliminar

Obrigada pela visita e pelos comentários!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...